São Paulo 11 3056-1800
Rio de Janeiro 21 2267-9795
Brasília 61 3327-1404

Como produtos da Atec podem valorizar o seu projeto

A Atec acredita e investe em conceitos sólidos. A criteriosa seleção de marcas e produtos, a valorização do design eficiente e original, o compromisso com o meio ambiente e o respeito pelo ser humano no ambiente de trabalho são algumas das bases em que fundamentamos nosso desenvolvimento e as marcas que representamos. No post de hoje, você irá conhecer alguns de nossos produtos e como nossos valores podem te ajudar a valorizar ainda mais seus projetos.

Ergonomia

Ergonomia é o estudo de como o ser-humano interage com o ambiente a fim de melhorar o conforto e o bem-estar. Para saber mais sobre, acesse nosso outro artigo focado em ergonomia nos ambientes de trabalho.

A cadeira Aeron, da Herman Miller, é a nossa campeã de vendas. Por muitos ela é considerada a melhor cadeira de trabalho do mundo. A Aeron demonstrou uma etapa pioneira na inovação ergonômica e de material e ofereceu solução confortável, sem o uso padrão de espuma, tecido ou couro. Ela mudou a percepção das pessoas a respeito do que uma cadeira de escritório poderia ser – e, ao fazer isso, logo encontrou um lugar na cultura popular. Sua fama não é por acaso: seu design singular e sua produção de excelente qualidade proporcionam alta performance durante jornadas intensas de trabalho.

Diferentes assentos são recomendados para diferentes situações. Esperamos poder trabalhar em qualquer lugar e em toda parte, e precisamos de um mobiliário que faça o mesmo. Embora a tecnologia tenha mudado onde nos sentamos e quando nos sentamos, ela não deve mudar a forma como gostamos de trabalhar: no conforto. A cadeira Setu, da Herman Miller foi projetada para oferecer conforto imediato. Seu design, aliado ao alto desempenho, permitem que a Setu sirva como um ponto focal ou se integre ao seu projeto.

Pesquisas indicam que mudar de posição é benéfico à saúde – pessoas que se movimentam mais se sentem melhor. E pessoas que se sentem melhor, trabalham melhor. A mesa Ratio com ajuste de altura, da Herman Miller, permite uma transição suave entre trabalhar sentado ou de pé. Os usuários podem mudar de posição conforme necessário. Seu acabamento impecável e sua estabilidade são um dos maiores diferenciais em comparação a outras mesas com ajuste de altura.

Sustentabilidade

Sustentabilidade é um dos assuntos do momento. Ao pensar em mobiliário sustentável, temos a oportunidade de valorizar nossos projetos tornando-os ecologicamente corretos. Todos os produtos Atec são fabricados com materiais sustentáveis e recicláveis. Caso queira saber mais sobre sustentabilidade na arquitetura, leia nosso artigo com foco em projetos sustentáveis.

Conforto acústico

Outro fator importante para valorizar seu projeto é o cuidado com o conforto acústico. Ambientes corporativos costumam ser movimentados e barulhentos. Esses ruídos geram estresse e atrapalham a concentração durante o dia. Para amenizar o incômodo e criar ambientes mais funcionais, invista em mobiliários com propriedades acústicas. Entre os produtos vendidos pela Atec, destacamos as placas acústicas da Offecct, que auxiliam na redução de ruídos entre ambientes.

A empresa belga Buzzispace também possui produtos adequados para resolver problemas acústicos, seus móveis são criativos e proporcionam ambientes funcionais. Com um portfólio de produtos que vai de luminárias a divisórias, os móveis Buzzi foram projetados para resolver os mais diferentes problemas acústicos.

Funcionalidade

Um projeto bem executado deve ser bonito e funcional. Os ambientes se tornam funcionais quando são planejados para atender às necessidades de seus usuários. A movimentação é uma das principais demandas nos ambientes de trabalho modernos, a mesa Everywhere e o mobiliário colaborativo Exclave foram projetados com o fim de estimular a movimentação e se moldar às necessidades pontuais. Os mobiliários modulares também são uma ótima alternativa para fornecer mais funcionalidade. Os armários modulares USM, por exemplo, podem ser planejados para atenderem de forma exata a necessidade do seu cliente.

Mesas Everywhere

Exclave – Mobiliário Colaborativo

Armário Modular USM

Quer conhecer outras soluções que podem valorizar seus projetos? Visite nosso showroom e seja atendido diretamente por um de nossos especialistas!


Desenvolvendo projetos modernos e sustentáveis

Sustentabilidade é um assunto cada vez mais discutido, e dentro dos projetos arquitetônicos, ela deixa de ser um diferencial e passa a ser um conceito de grande importância. Arquitetura e sustentabilidade podem sim andar juntas — tanto na forma estética, como funcional — e essa união tem mostrado cada vez mais que é possível ter projetos modernos e economicamente viáveis. Todo esse movimento prioriza e otimiza o uso dos recursos naturais, visando a diminuição do impacto sofrido pelo meio ambiente devido às construções, em geral. Essa união também visa:

 A redução do consumo de materiais de construção;
 A redução do consumo de energia nos projetos de iluminação,refrigeração e aquecimento dos mais diversos ambientes;
 O incentivo ao uso de energias renováveis;
 A obtenção de maior desempenho causando o menor impacto possível.

Características dos projetos modernos e sustentáveis

Para que a arquitetura seja de fato sustentável, ela precisa apresentar algumas características que apresentaremos a seguir.

Promover o consumo inteligente de água

Os projetos modernos e sustentáveis devem ter como prioridade o consumo
inteligente de água, e consequentemente, promover a redução do desperdício. A partir desse foco, várias tecnologias estão surgindo para que essas ações possam ser aplicadas de forma prática no nosso dia-a-dia.
As mais conhecidas são aquelas que promovem a reutilização da água da chuva, e os equipamentos com sensores que regulam o fluxo de água, que podem ser usados tanto em torneiras, quanto em chuveiros.

Utilizar fontes alternativas de energia

Os modelos energéticos tradicionais, baseados no uso de combustíveis fósseis, geram poluentes que agravam o efeito estufa e, consequentemente, aumentam o aquecimento global. Eles também são problemáticos, pois, não são renováveis e seu esgotamento já promove debates acerca de outras opções.

As fontes alternativas de energia são aquelas que causam menor impacto negativo no meio ambiente como, por exemplo, a energia solar, a energia eólica e a energia da biomassa. Elas também são renováveis e pouco poluentes.

Utilizar materiais sustentáveis e ecológicos

Os materiais sustentáveis são produzidos causando o menor impacto possível no meio ambiente. Já existem diversas opções no mercado para atender os projetos modernos que estão diretamente ligados com a sustentabilidade. Alguns são bem conhecidos, como o bambu, o bioplástico, a tinta biodegradável, o vidro inteligente, dentre outros.

Exemplos de projetos sustentáveis

Confira algumas obras inspiradoras e que mostram que é possível ter um projeto moderno e aliado à sustentabilidade.

Bairro Perdizes

Um bairro planejado, moderno e o primeiro da América Latina a receber a certificação Aqua/HQE, que é a certificação internacional de construção sustentável.

Apple Park

A nova sede da Apple, localizada em Cupertino na Califórnia, conta com energia 100% renovável. Esse é o maior prédio de escritórios que possui a certificação LEED Platinum na América do Norte.

Bellagio Hotel & Cassino

Localizado em Las Vegas, esse hotel já recebeu quatro Green Globes pelo GBI por adotar inúmeras medidas sustentáveis.

Urban Villas

Essa inovadora construção suíça prova que os projetos sustentáveis podem ser aplicados também em residências. O projeto foi pensado e estruturado para explorar a luz solar e todos os benefícios que a natureza pode oferecer aos moradores.


Novas Tendências para Ambientes de Trabalho

Nosso mundo está mudando muito mais velocidade. Com nossos ambientes de trabalho não seria diferente. Escritórios projetados há dez anos já não comportam mas as atividades realizadas nos dias de hoje. Se tornou responsabilidade de arquitetos, designers, gerenciadores e coordenadores estarem atentos à todas essas mudanças e atualizarem constantemente o ambiente de trabalho. Para ajudar, listamos as maiores tendências para ambientes de trabalho.

Trabalhar em pé

Até a década passada, acreditava-se que a melhor posição para se trabalhar era sentado. Hoje, com o avanço dos estudos a respeito da saúde no trabalho, essa ideia vem se desconstruindo. Ficar de pé durante algumas horas de seu dia já se mostrou mais saudável e eficiente do que se manter sentado o tempo todo. Aderindo a uma rotina dinâmica você irá diminuir as dores nas costas, melhorar a postura, diminuir o nível de açúcar no sangue e aumentar a sua produtividade.

Mobilidade

Escritórios com muitas divisórias, fechados e com pouca dinâmica foram projetados para outras épocas. Hoje, nosso ambiente de trabalho deve suportar o dinamismo das relações sociais. Empresas que reconhecem essa nova forma de trabalho já estão optando por transformações em seus ambientes. As estações de trabalho fechadas e demarcadas estão abrindo lugar para estações compartilhadas que podem ser usadas por qualquer um; a sala de reunião isolada se transformou em uma praça central, facilitando os encontros espontâneos e descontraídos. Até mesmo a sala de descompressão, geralmente colocada em locais “escondidos”, não existe mais. No lugar dela, o escritório inteiro pode ser usado como ambiente de relaxamento e descanso.

Valorização da diversidade e individualidade

É papel de qualquer empresa atualizada reconhecer a diversidade de nossa sociedade. São variedades étnicas, de gênero e sexualidade que não podem mais ser ignoradas. As empresas são responsáveis por oferecer ambientes que valorizam a diversidade e sejam fisicamente acessíveis. Aceitar a diversidade e incluí-la em seu negócio pode reduzir os conflitos da equipe, diminuir rotatividade de funcionários e aumentar a criatividade e produtividade de todos.

Co-Workings

Junto à tendência de ambientes de trabalho mais dinâmicos, vemos o crescimento de um novo tipo de escritório: o co-working. Esse novo modo leva a mobilidade e a coletividade ao extremo: o ambiente de trabalho passa a ser compartilhado por mais de uma empresa, sem separações rígidas entre os espaços de cada uma delas. Para tornar os co-workings confortáveis, arquitetos e designer devem ser cuidadosos na escolha do mobiliário, preferindo móveis que podem ser usados tanto individualmente quanto coletivamente. Outro ponto importante é o conforto acústico em ambientes de trabalho dinâmicos. Com a diminuição das divisões entre os ambientes, o som tende a se propagar mais pelo escritório. Por sorte, temos uma variedade imensa de soluções acústicas que podem tornar o ambiente agradável tanto acusticamente quanto visualmente.

Pertencimento à organização

Todos esses fatores, juntos, são responsáveis por um dos fatores mais buscados pelos funcionários: pertencimento à equipe e à organização. Um ambiente de trabalho atualizado, confortável, capaz de tornar o dia a dia de seus colaboradores mais felizes, se tornou o sonho de consumo da maior parte da população. Tudo isso se torna mais fácil quando o ambiente de trabalho reflete a marca e a cultura da empresa. Nada traz mais frutos positivos a uma empresa do que funcionários felizes.


Entenda o valor dos móveis de design original vendidos pela Atec


O fator “design original” é atributo chave nos produtos Atec, pela aparência, qualidade de fabricação, história de sua criação e designers. Você já se perguntou o que um clássico do design tem de especial?

Um clássico do design é um produto que foi considerado inédito na época de sua criação, tanto na forma construtiva como nos materiais utilizados. Passou a ser um clássico pois foi aceito e incorporado como um objeto de identidade visual inovadora e única, em relação aos produtos existentes que cumpriam a mesma função.

Um produto de design clássico e original é sempre extremamente durável e possui rígidos processos de fabricação.

Engana-se quem pensa que um produto de design original é “apenas bonito”. Na verdade, o móvel é cuidadosamente pensado para servir seu usuário com conforto e durabilidade.

Uma das marcas representadas pela Atec é a Herman Miller. Seu portfólio de produtos inclui os clássicos do Eames Office, as consagradas cadeiras Eames Plywood e a poltrona Eames Lounge Chair. George Nelson, com a poltrona Coconut e suas tradicionais luminárias, é também um dos designers consagrados que desenvolveram parceria com a Herman Miller.

A marca dinamarquesa Fritz Hansen é outra importante empresa representada pela Atec. Seus clássicos ganharam fama com as criações de Arne Jacobsen como: a poltrona Egg, a cadeira Series 7 e o sofá 3300. Além de Jacobsen, a Fritz Hansen fabrica produtos de nomes importantes como: Poul Kjær olm, Hans Wegner, Christian Dell e outros.

Todas as empresas representadas pela Atec fabricam os clássicos do design respeitando os parâmetros estabelecidos pelos seus criadores, utilizando materiais de extrema qualidade, sustentáveis e trabalho artesanal altamente qualificado.

A garantia para estes produtos é de longa duração. Usados adequadamente, a durabilidade é de décadas, e faz com que se tornem objetos de coleção e incrivelmente valorizados.


Design de Interiores – A importância das cores

Diz-se que a cor de um produto tem mais importância que o estilo e que é o primeiro fator a que respondemos. As cores, mais que conhecidas, são sentidas. Em muitos momentos da arte foram atribuídas a elas propriedades tão imateriais quanto reais, como movimento, simbolismo, temperatura, som musical e estado de espírito. Algumas técnicas são frequentemente visitadas para a escolha harmônica de cores nos ambientes, como as interações do círculo cromático e o Feng Shui.

Entre os estudos das cores ao longo da história, a Bauhaus, escola de artes aplicadas e arquitetura, teve uma importante contribuição no desenvolvimento dos estudos das cores.

Teóricos desta escola perceberam e exploraram as inúmeras leituras possíveis para cada cor. Um deles, Josef Albers, fez uma grata contribuição ao tema quando sistematizou, em seu livro A interação da cor, que uma cor deve ser analisada por contraste e comparação com outra.

Sendo assim, faz todo sentido descobrir o que as cores nos fazem sentir e trazer aos nossos ambientes cotidianos de trabalho, lazer, descanso e alimentação as propriedades desses coloridos. Energia, harmonia, serenidade, sobriedade, conforto, tudo isso, pode nos tocar primeiro pela visão. Por isso, uma paleta de cores que dialogue com o dia a dia das pessoas e que circule graciosa entre móveis, paredes, obras de arte, eletrodomésticos pode melhorar (e muito!) seu estado de espírito. Portanto, é preciso convidar as cores certas a entrar.

O círculo cromático é composto por doze cores e elas podem ser combinadas de diversas formas. A combinação complementar, por exemplo, consiste no encontro dos tons que estão em lados contrários no círculo cromático. O azul e o laranja ou o roxo e o amarelo, por exemplo, são combinações complementares. A combinação entre três cores deve ser feita com cores equidistantes no círculo cromático, formando um triângulo. As combinações análogas, que dão efeito de degradê transmitem mais paz e serenidade do que as combinações anteriores, que primam pela vivacidade e energia. A combinação em fenda é feita por uma cor primária e duas complementares (que são formadas pela mistura de cores primárias) que estejam de lados opostos do círculo.

No Feng Shui, a prática chinesa milenar de harmonização dos ambientes, as paredes são consideradas as guardiãs das casas, as cores são símbolos. Elas são separadas por seu efeito no movimento da energia. De acordo com esta prática, as cores que aceleram a energia são amarelo, vermelho e turquesa. Um fato curioso é que, na cultura ocidental, o azul é considerado uma cor fria, ou seja, uma cor que não se movimenta tanto em si mesma, porém,
nesta sabedoria chinesa, ele pode ser uma cor de alto teor energético. As cores que transmitem mais lentidão são marrom e ferrugem. Para energias mais suaves, a aposta é em tons pastel, verde claro, coral e rosa claro. O laranja e o azul mais vibrante estimulam a criatividade e o roxo e o lilás falam sobre espiritualidade. Tons vibrantes também podem conviver com objetos ou móveis de cores mais delicadas.

Um espaço branco, se for muito grande, pode acelerar a energia e aumentar a ansiedade, por exemplo. As cores podem auxiliar o equilíbrio mental, espiritual e físico.