São Paulo 11 3056-1800
Rio de Janeiro 21 2267-9795
Brasília 61 3327-1404

5 curiosidades sobre o casal Charles e Ray Eames

Que o casal mais famoso do mundo do design, Charles e Ray Eames, é um ícone do segmento, isso todo mundo já sabe. Com ousadia e talento, eles foram responsáveis pela elaboração de mobílias únicas e arrojadas, dando formas a móveis peculiares e inconfundíveis. O trabalho do casal também foi marcante no mundo da arquitetura, design gráfico, exposições, filmes e brinquedos. O que muita gente não sabe é como era realizado o processo criativo do trabalho de Charles e Ray Eames e as descobertas que eram feitas durante os procedimentos.

Daniel Ostroff – produtor de cinema, historiador de design e estudioso do famoso casal – examinou durante anos arquivos de Charles e Ray e revelou um olhar abrangente e pessoal no trabalho do casal. Ostroff relatou algumas descobertas interessantes e as transformamos em uma lista de curiosidades que valorizam ainda mais a história desse incrível casal. Confira.

A Máquina Solar que não faz nada

No ano de 1957, a Corporação de Alumínio da América (ALCOA) solicitou que designers criassem projetos que mostrassem novas formas de utilização para seu produto. Charles e Ray Eames, então, criaram a Máquina Solar que não faz nada. O que poderia ser algo parecido com algum tipo de divertimento ou brinquedo, na verdade foi um dos primeiros exemplos de utilização da energia solar. Segundo Ostroff, eles queriam mostrar as virtudes da energia do sol em um momento em que ninguém estava pensando sobre isso.

Modelo de casa pré-fabricada

O Escritório Eames desenvolveu a baixo custo, em 1951, casas pré-fabricadas para a Kwikset Lock Company of Anaheim, Califórnia. O casal criou um projeto completo para uma casa kit que seria vendida com peças já incluídas. Contudo, a empresa Kwikset foi vendida e a nova organização não levou o projeto adiante.

eames-dcm-zes-2_l.0

O design de uma de suas cadeiras mais famosas foi inspirado em uma chave de pneus

No início de 1950, os Eames foram convidados para participar de um programa de televisão chamado “Descoberta”, em São Francisco. Indagados sobre a inspiração por trás da famosa cadeira DCM (que acabara de ser nomeada como o design do século pela revista Time), os Eames apresentaram um filme que detalhava o conceito e a construção da cadeira, explicando que ela foi inspirada no ponto soldado de uma chave de pneus. Em seus estudos, Daniel Ostroff encontrou outros registros que explicavam o fascínio de Charles pelas ferramentas como objetos de design.

Eames_20Contract_20Storage.0

Eles projetaram unidades de armazenamento para as “exigências extraordinárias do dormitório”

Antes de trabalharem com a Herman Miller, os Eames criaram para a Sears, em 1954, protótipos em pequena escala de armários portáteis de baixo custo para escolas e escritórios. O anúncio mostrado acima, escrito em casa, demonstra as habilidades de redação do escritório Eames.

Eles tinham uma grande filosofia para a contratação de jovens designers

No ano de 1957, um jovem designer foi recomendado para o escritório Eames, mas por algum motivo não foi contratado. Charles então escreveu sobre a sua experiência e expôs a sua filosofia para a contratação de jovens designers. Segundo ele, “nós gostamos de ter os jovens, mas não pagamos muito a eles. Por não pagar muito, oferecemos a melhor oportunidade possível de aprendizagem; e não nos importamos que eles cometam erros”.

10903229_333369153531329_518643965_n.0

10979679_664708286970946_336426526_n.0

 

Fonte: Curbed


Eames Lounge: refúgio especial da vida moderna, há 60 anos

eames_chair_herman_miller

Criada por Charles e Ray Eames, a Eames Lounge Chair and Ottoman, da Herman Miller, completa 60 anos em 2016. A poltrona é considerada o auge dos esforços de Charles e Ray Eames para criar uma cadeira de sala de descanso confortável e bonita. Ao mesmo tempo, eles queriam que sua criação utilizasse técnicas de produção que combinassem tecnologia e habilidade profissional.

A primeira poltrona foi produzida em 1956 para presentear o cineasta Billy Wilder, amigo de Charles Eames. Produzida, segundo o próprio Charles, para que se tornasse um refúgio especial da vida moderna, a poltrona Eames original está entre os mais expressivos e colecionáveis designs de mobília do século XX. Um dos vários fatores que a tornam tão especial está em seus detalhes e nas peças que a compõem, montadas todas manualmente.

eames_louge_chair_herman_miller

Para maior conforto e descanso para quem a utiliza, a luxuosa poltrona Eames possui almofadas de espuma de poliuretano de seis polegadas de espessura e rico estofamento de couro. Os contornos da parte alta do encosto e do assento acolhem o usuário, proporcionando relaxamento com estilo.

poltrona_eames_herman_miller

Gostou? Pois saiba que ao longo de 2016, ano em que a Eames Lounge Chair and Ottoman completa 60 anos, faremos vários posts comemorativos com muito mais detalhes sobre a poltrona e toda história que a envolve.

Aguarde!


The World of Charles and Ray Eames, na Barbican Art Gallery – em outubro

A exposição sobre dois dos mais importantes designers do século 20, Charles e Ray Eames, estará à disposição do público na Barbican Art Gallery, em Londres, entre os dias 21 de outubro de 2015 e 14 de fevereiro de 2016.

2

A exposição, denominada “The World of Charles and Ray Eames”, tem como objetivo trazer detalhes sobre a carreira do casal e os trabalhos desenvolvidos no Escritório Eames. Do espaço – que era, na verdade, um laboratório ativo há mais de quatro décadas – saíram diversos projetos pioneiros.

Muitos conhecem Charles e Ray Eames somente como designers de móveis e produtos, mas os interesses de ambos em levar soluções para os mais variados tipos de problemas fizeram com que eles se comunicassem com muitas ferramentas e meios. Ideais filosóficos, tecnologia e ciência para o bem comum e total dedicação ao trabalho uniram suas vidas e fizeram com que o pessoal e o profissional formassem uma só combinação.

A exposição apresenta o “Mundo de Charles e Ray Eames” através de objetos  construídos ao longo de suas vidas, incluindo filmes, apresentações em slides, fotografias, móveis, produtos, desenhos, esculturas, pinturas, design gráfico, adereços, instalações e diversos artefatos.

1

Se passar por Londres, não deixe de visitar a exposição para aprofundar ainda mais os seus conhecimentos sobre esses grandes nomes do design mundial.

 

 


Fabricação da “Cadeira Shell” dos Eames em 12 GIFS

A história da Cadeira Eames Molded Plastic começou mais de 10 anos antes de seu lançamento, que ocorreu em 1950. Antes de se casar com Ray, Charles já experimentava técnicas de moldagem de madeira compensada, e testava projetos que resultavam em macas e talas, planadores de assento para marinha, entre outros.

Somente após a guerra e após o seu casamento é que Charles voltou a investigar a possibilidade de produção de cadeiras em massa. Com todos os esforços, parecia impossível criar uma cadeira de madeira curvada usando apenas um escudo – embora os testes tenham tornado possível a criação da cadeira Eames Molded Plywood.

Dois anos após a criação da Molded Plywood, Charles e Ray conseguiram moldar uma “Concha” (Shell em inglês) em metal para concorrer ao prêmio de Low-Cost Furniture Design, na competição internacional do MoMA. Apesar de lhes render o 2° lugar no concurso, a cadeira era muito cara e as pessoas começaram a procurar os produtos feitos em plástico reforçado com fibra de vidro. Foi então que a Shell, como a conhecemos hoje, nasceu. Tornou-se a primeira cadeira de plástico produzida em série.

Com o passar do tempo, a Shell Chair ganhou novas cores, formas e opções de estofamento. Mais que reproduzível, a cadeira se tornou customizável.

Hoje, a Herman Miller fabrica réplicas exatas da cadeira, que seguem o design original, incorporadas com polipropileno 100% reciclável.

Abaixo você pode acompanhar o processo de fabricação:

A resina colorida é misturada em tanques.

WHY_01_Resin 2

Com a mesma tecnologia utilizada na indústria do automóvel, as novas resinas de fibra de vidro são processadas sem emissão de compostos orgânicos voláteis (VOCs) ou poluentes do ar (HAP), o que elimina a necessidade de oxidantes térmicos.

Os pré-moldados são retirados da máquina e inspecionados.

02 (1)

No método, um tipo de pasta seca é utilizado, ao invés do processo úmido. O ligante seco une os fios que são aspirados pela máquina CNC em uma tela em forma de concha. Um vácuo assegura a contenção das partículas e as mantém presas por uma cola úmida, como no processo tradicional. Depois, o calor é aplicado para fundir e manter a forma. Nesse momento, a mão de obra entra em contato com o pré-moldado para inspecioná-lo e limpá-lo.

A resina é aplicada.

WHY_03_PouredResin (1)

A resina é aplicada na quantidade exata, e espalhada com uma ferramenta de mão.

Com o pré-moldado coberto de resina, é hora da prensa.

WHY_04_PreformPress

Após a aplicação uniforme da resina, o invólucro é colocado numa prensa onde o calor e a pressão são aplicados. A prensa também corta as bordas, para eliminar os excessos de fibra de vidro, antes do processo de polimento.

A cadeira é inspecionada.

WHY_11_BasesAttached (1)

Excessos que ainda ficam presos à cadeira são eliminados manualmente. As cadeiras são inspecionadas, uma a uma, e limpas.

As arestas são lixadas.

WHY_06_EdgesSanded

Após ser lixada manualmente e com lixadeira elétrica, a cadeira é novamente limpa e enviada para a inspeção final.

Os shockmounts da base.

07

Um fixador mecânico, que fica conectado à base da cadeira, recebe um adesivo em cada suspensão elástica, enquanto as cadeiras são limpas, transportadas em uma bandeja e secas sob pressão durante dois dias.

Os shockmounts são apertados e testados.

08

A suspensão elástica é testada manualmente.

O estofamento é costurado.

09

O tecido é cortado por uma máquina computadorizada e, em seguida, costurado à mão.

O estofamento é colocado na cadeira.

10

Após a aplicação do enchimento de espuma, o estofamento é montado e anexado usando um “J-Channel”. Em seguida, ele é passado e colocado em outra máquina onde o calor e a pressão são aplicados.

As bases são ligadas à cadeira.

WHY_11_BasesAttached (1)

Cada cadeira recebe um adesivo com as especificações do tipo de base que irá receber. A base é selecionada e anexada individualmente.

Embalagem e envio.

12

A cadeira é limpa, novamente, e embalada para envio.

Para saber ainda mais sobre a cadeira, clique aqui.


Escalação Atec – clássicos que fazem a torcida amante do design vibrar de emoção

Copa do Mundo enche a vida de alegria. E a Atec aproveitou a ocasião para separar uma seleção de clássicos que vão encher os olhos de quem ama design. Confira aqui, no blog, no Facebook e também no Instagram a apresentação de produtos que vão fazer você sentir vontade de montar sua própria escalação aí, em sua casa ou escritório.

Começamos com um clássico dos clássicos, a Eames Lounge Chair and Ottoman

EN_ELO_P_20110810_007_P

 

O casal Eames não estava de brincadeira quando resolveu escalar a Eames Lounge Chair and Ottoman no time da Herman Miller.  Uma das mais expressivas e colecionáveis poltronas do século 20, a Eames Lounge Chair, inspirada em uma luva de beisebol, se destaca pela combinação de madeira compensada e couro maleável. Ela combina com qualquer espaço e decoração e oferece muito conforto e descanso para quem a utiliza. Adquirir uma Eames Lounge Chair é, sem dúvida, marcar um gol de placa.

Saiba mais sobre ela.

No próximo post você vai conhecer mais sobre a Egg que é, sem dúvida, umas das grandes revelações do time da dinamarquesa Fritz Hansen.

Conheça a nossa seleção completa em http://atec.com.br/selecao-atec