O que esperar de uma cadeira Herman Miller?

Publicado em | Atualizado em

Estamos em Zeeland, Michigan, EUA, onde a história da fabricante de cadeiras Herman Miller começa, em 1923. Foi lá que Dirk Jan De Pree sonhou ser dono do próprio negócio e onde, aos 18 anos, em 1909, se tornou office boy na Michigan Star Furniture Company. Depois, bastaram 14 anos para chegar à presidência executiva. Quando a companhia estava prestes a falir, D. J. De Pree pediu um financiamento ao sogro, Herman Miller, para comprá-la. Em agradecimento, a empresa foi rebatizada com o nome do credor.

A dívida foi quitada anos depois e, há mais de nove décadas, a Herman Miller produz clássicos, com design original, reconhecidos pela ergonomia, sustentabilidade e tecnologia. Exemplo disto é a linha de poltronas Charles Eames, que mereceu um lugar na coleção do The Metropolitan Museum of Art, conforme esta reportagem da Época Negócios.

Até a década de 1960, os funcionários se acomodavam de forma semelhante aos alunos em uma sala de aula. Mas uma ideia do designer Robert Propst, financiado pela Herman Miller, mudou a configuração dos escritórios, que passaram a ser projetados como baias.

Inovações como esta consolidaram a reputação da Herman Miller, uma empresa que fabrica poltronas e cadeiras práticas, belas e até revolucionárias. Quer conhecer o legado da empresa e como ela se mantém há anos fabricando clássicos e obtendo sucesso? Siga a leitura!

A Herman Miller ao longo das décadas

1923 – A empresa Michigan Star Furniture Company estava prestes a falir. O presidente executivo Dirk Jan De Pree solicita um empréstimo ao sogro e compra a empresa. Ao rebatizá-la, homenageia o credor, Herman Miller.

genro do Herman Miller

Na imagem, Dirk Jan “D. J.” De Pree (1891 – 1990), presidente da Michigan Star Furniture Company entre 1919 e 1961 e genro de Herman Miller, que entrou no negócio em 1923

Década de 1930 – O designer norte-americano Gilbert Rohde faz uma reunião com D.J. De Pree para dar algumas dicas. O empresário recebe uma série de críticas e convida Rohde para ser diretor de criação, terceirizado, podendo atuar do próprio escritório em Nova York.

Décadas de 1950 e 1960 – A ergonomia começa a ser uma preocupação. A cadeira MAA, projetada por George Nelson, marcou pela inovação: encosto e assento inclinam de forma independente, aumentando as variações de posição no trabalho.

1968 – É criado o Action Office, um sistema baseado em painéis e que permite alterações na configuração do espaço sem exigir obras e que oferece bastante privacidade aos usuários no escritório. O Action Office foi o primeiro sistema de open space, ou seja revolucionou o conceito de escritório. É feito em aço e madeira, altamente durável e fácil de reconfiguração, ou seja, quem gerencia o escritório pode fazer alterações simples, sem ajuda especializada.

1974 – Bill Stumpf é convidado a aplicar os conhecimentos de sua pesquisa e desenvolver uma cadeira após anos de estudos sobre o tema. O resultado é a criação da Ergon, em 1976. Uma peça pioneira, a Ergon foi a primeira cadeira ergonômica do mundo. É reconhecida por popularizar a noção de ergonomia nos assentos. A presença de um apoio para adequar a postura e o conforto são marcas dessa criação. 

Cadeira Ergon cinza da Herman Miller

A cadeira Ergon não é mais fabricada, mas se tornou um marco na história da Herman Miller e do design

1994 – Nasce a Aeron. Carro-chefe da Herman Miller, recebeu uma série de títulos, como o Prêmio de Excelência em Design Industrial Silver na categoria Contract Furniture.

cadeira Aeron preta da Herman Miller

Um dos modelos mais vendidos da história da Herman Miller, a cadeira Aeron une funcionalidade e design

2015 – O sistema de mesas Renew Link é projetado com regulagem de altura. Entre as vantagens, ajuda as empresas a reduzir o tamanho da área de trabalho, aumentando o foco dos colaboradores.

sistema de mesas azul da Herman Miller

A regulagem de altura do sistema de mesas Renew Link contribui para a ergonomia de quem a usa, melhorando o conforto e o foco

2016 – A Aeron é remasterizada. O procedimento preservou a iconografia da cadeira, mas ela ganhou um sistema de suspensão totalmente novo e um mecanismo de inclinação moderno. Essa atualização conferiu melhor suporte para as costas, em diferentes posições. Além disso, o modelo continua adequado para diferentes tipos físicos e pesos, com garantia de conforto.

 

O processo de produção da Herman Miller

Uma empresa com mais de 100 anos precisa adotar uma série de processos internos para se manter em alta no gosto do consumidor. A Herman Miller inova não apenas nos seus produtos, mas na cultura empresarial que reflete no dia a dia de todos os colaboradores.

Muito além do design

Charles Eames, um dos maiores designers da empresa, sempre fazia os seguintes questionamentos ao desenvolver um novo produto: resolve um problema? É prático? Qual aparência terá em dez anos?”

A obsessão pelos detalhes é um traço importante da Herman Miller, o que fica evidente para quem conhece o laboratório de testes da empresa. O local tem máquinas operando nos sete dias da semana, onde as cadeiras Herman Miller são colocadas em situações que simulam os movimentos normais de uso milhares e até milhões de vezes.

O Herman Miller’s Design Yard abriga todos os equipamentos de teste da empresa e também é chamado de laboratório de durabilidade. Foi criado para medir a resistência dos materiais e certificar até a qualidade das cores dos tecidos.

Além das cadeiras Herman Miller, o laboratório é usado para pendurar as prateleiras dos escritórios e levá-las ao limite, com pesos exorbitantes. Tudo isso para atender às diretrizes da Business and Institutional Furniture Manufacturing Association (BIFMA), organização responsável por certificar móveis para escritório, de acordo com os níveis de desempenho e durabilidade da indústria.

Mas a Herman Miller vai além das especificações do órgão. Enquanto o normal é que uma cadeira receba 30 mil vezes um determinado peso sobre a sua estrutura, no laboratório, isso ocorre 100 ou 200 mil vezes.

As peças também são colocadas em câmaras ambientadas que simulam frio, umidade e calor, podendo atingir 140° de temperatura. Nesse teste, os funcionários tentam captar sinais de empenamento, problemas nas colas e nos acabamentos. 

Até o desgaste que o calçado de uma pessoa pode causar na base das cadeiras é testado. 

Esses são alguns exemplos de procedimentos que fazem a Herman Miller uma empresa inovadora, sustentável, vencedora de diversos prêmios e reconhecida internacionalmente.

 

Diferenciais das cadeiras Herman Miller

A seguir, conheça os diferenciais de algumas cadeiras Herman Miller. São peças que ajudaram a empresa a se consolidar como uma das mais fortes do mercado e a solidificar uma marca que está há mais de 90 anos fazendo a diferença na vida das pessoas em casa e no escritório.

Aeron

cadeira aeron da Herman Miller

A Aeron chega inovando o padrão de cadeiras para escritório

A grande inovação dessa cadeira foi a patente sobre a tecnologia do apoio sacral ativo. A membrana pellicle 8Z possui 8 zonas de tensão no encosto e assento, oferecendo suporte total a coluna.

 

Eames Lounge

cadeira Eames Lounge beje da Herman Miller

Na imagem, a Eames Lounge no nosso showroom

Uma luxuosa poltrona com almofadas de espuma de poliuretano e estofamento de couro. Qualquer Eames Lounge é estofada de forma individual. A peça tem, ainda, um mecanismo giratório, que proporciona comodidade e relaxamento.

Cosm

cadeiras Cosm no escritório cinza da Herman Miller

A Cosm é ideal para o ambiente de trabalho

Considerada a mais importante criação depois da Aeron, Cosm possui design ergonômico e um encosto que responde de forma instantânea ao corpo, oferecendo o equilíbrio e o apoio ideais para o trabalho.

As cadeiras Herman Miller têm um período de garantia bastante extenso: 12 anos! Por isso, os testes de durabilidade extrapolam as determinações dos órgãos reguladores. Mais do que atender aos padrões da indústria, as peças Herman Miller precisam superar as próprias exigências da empresa. São feitas para durar!

 

Você também valoriza qualidade? Então, precisa conhecer os produtos da Herman Miller disponíveis na Atec. Confira o nosso portfólio e faça as melhores escolhas para o seu escritório ou residência.

 

Comentários