São Paulo 11 3056-1800
Rio de Janeiro 21 2267-9795
Brasília 61 3327-1404

O que uma boa cadeira pode fazer por você?

LI_AER_P_20130207_042_G

O sucesso de uma cadeira deve ser medido não só pelo seu design, mas pelo bem que ela proporciona às pessoas que a utilizam. É assim com as cadeiras de trabalho da Herman Miller que são projetas para levar conforto, ergonomia e beleza para escritórios e/ou home offices.

Elas oferecem suporte essencial para o corpo, evitando desgastes, dores e até mesmo lesões. A Atec é uma revendedora certificada da Herman Miller porque também acredita que os produtos devem oferecer muito mais que beleza: conforto, apoio e ergonomia. Confira, a seguir, os benefícios que uma boa cadeira de trabalho pode oferecer para o seu dia a dia:

Inclinação e equilíbrio

A tecnologia de reclinagem das cadeiras da Herman Miller foi projetada especificamente para as atividades diárias do trabalho em escritório. Elas estão prontas para suportar os movimentos e atividades do seu dia a dia.

DE_SAY_P_20130206_031_G-2

Suporte dinâmico e arejado

As superfícies das cadeiras utilizam materiais dinâmicos, especialmente projetados para responder aos movimentos, adaptar-se às curvas do corpo e, claro, mantê-lo sempre fresco, respirando, afinal, a pele respira.

20

Tecnologia exclusiva, a Posture Fit

A tecnologia patenteada da Herman Miller PostureFit apoia a base da espinha dorsal e ajuda a mantê-la saudável aumentando o conforto e reduzindo a fadiga. As diversas horas em que você fica sentado, trabalhando, podem ser muito mais confortáveis do que você imagina.

DE_AER_P_20030605_138_P

Confira, agora, alguns depoimentos de usuários que já utilizam uma boa cadeira de trabalho

Mindy Grossman, uma das 50 mulheres mais poderosas do mundo, de acordo com a Revista Forbes, tomou uma decisão assim que se tornou CEO da HSNI: comprar para todos cadeiras Aeron. As cadeiras proporcionaram mudanças significativas e ajudaram a revitalizar a empresa.

Budd A. Tucker, é um PhD em oftalmologia que conduz uma pesquisa meticulosa, sobre a cura da cegueira, na University of Iowa Carver College of Medicine. A cadeira Embody dá todo o apoio necessário neste trabalho:

Alice Gao, fotógrafa renomada com portfólio invejável, ele tem um olhar exclusivo para os detalhes. Com o apoio da cadeira SAYL, ela transforma suas ideias em imagens.

Você também merece sentir todo esse conforto e apoio em seu dia a dia. Visite um de nossos showrooms e descubra qual é a cadeira de trabalho ideal para o seu estilo de vida. Estamos te esperando. =)


Seis décadas da Series 7 e muitas cores para comemorar

Se os móveis podem transformar os espaços, as cores transformam os móveis. E elas, as cores, mudam de acordo com o material utilizado nas superfícies, com a luz refletida e de acordo com o olhar que direcionam sobre elas.

cores2

As cores também podem sofrer interferência de objetos ao redor: obras de arte, cerâmicas, almofadas, tapetes e mantas fazem total diferença na hora da visualização de uma cor. O tempo também faz com que as cores se transformem. Por esses e outros tantos motivos, a Republic of Fritz Hansen acredita que uma cor não é simplesmente uma cor, mas uma entidade complexa em constante mudança. E isso é bom, porque faz com que os móveis da empresa dinamarquesa sejam sempre únicos, exclusivos.

Para comemorar o 60° aniversário da Series 7 Chair, a Fritz Hansen convidou o pintor dinamarquês mundialmente famoso, Tal Rosenzweig. Em uma entrevista exclusiva para a revista REPUBLIC, ele trouxe alguns detalhes sobre as cores que escolheu para essa edição comemorativa. Acompanhe:

“Para mim, a cadeira Series 7 ™ tornou-se um ícone, e eu soube imediatamente que poderia colori-las lindamente” Tal R

cores

 

Conheça as 9 cores da nova série:

_---9-cores-das-series7-Fritz-Hansen

 

Chevalier Orange

Um tom laranja oriental que, com sua aura aristocrática, confere um aspecto exclusivo. Vídeo:

←  • • • • •  →

Evren Purple

Um tom que homenageia a artista Evren Tekinoktay, esposa de Tal R. A cor representa paixão e amor profundo. Vídeo:

←  • • • • •  →

Hüzün Green

Inspirado em tons verdes usados na cultura islâmica. O mesmo verde pode ser visto nos ônibus que trafegam por Istambul. A palavra turca “Hüzün” significa “melancólico” e engloba não só a “esperança” característica da cor, mas também o sabor agridoce da nostalgia e da saudade. Vídeo:

←  • • • • •  →

Altstadt Rose

Assinatura de Tal R, que sempre deixa um tom rosa em seus trabalhos. Para ele, o rosa exprime a vaidade e a beleza esmagadora de tudo. Vídeo:

←  • • • • •  →

Ai Blue

“Ai” é uma palavra japonesa para índigo, um tom de azul profundo que está sempre próximo da cor preta. Vídeo:

←  • • • • •  →

Chocolate Milk Brown

Um tom sedutor que traz um singelo fio branco. Como um abraço caloroso para os olhos. Vídeo:

←  • • • • •  →

Egyptian Yellow

Uma cor rica, que remete ao antigo Egito. Com uma nota de chumbo, a cor ganha uma característica distinta, com nuances inigualáveis. Vídeo:

←  • • • • •  →

Opium Red

Uma expressão de um vermelho que simboliza o Oriente e o místico, fazendo associações com Shangai na década de 30. Vídeo:

←  • • • • •  →

Trieste Blue

O tom que recebeu o mesmo nome de um porto, no norte da Itália, mostra um azul indefinido usado por artistas impressionistas durante muitas décadas. A cor oscila entre o violeta e o azul e puxa constantemente para ambas as direções.Vídeo:

Monocromático também é legal

A utilização do monocromático é tendência não só nos móveis, mas nas passarelas, nos filmes e na decoração de interiores. Um conjunto monocromático de cadeiras Series 7, por exemplo, pode remeter ao classicismo que utilizava imagens monocromáticas para imitar relevos. Na França, a cor única é utilizada nas Toile de Jouy, estampa criada na França, na cidade de Jouy-en-Josas, perto de Versalhes, no século XVIII.

 

Veja mais: http://atec.com.br/produtos/series-7-chair


Aeron – pensada para os idosos. Perfeita para todos.

Quem conhece a Aeron Chair conhece também a tecnologia que a envolve, fazendo com que ela seja, mais que uma cadeira, um objeto de desejo dos consumidores mais exigentes.

O que poucos sabem é que um dos designers da Aeron, Bill Stumpf, era filho de uma enfermeira de gerontologia. Um observador nato do comportamento humano. Por isso, no final de 1970, a empresa de móveis Herman Miller contratou-o juntamente com Don Chadwick, para investigarem produtos com o melhor potencial para as necessidades dos idosos.

A oportunidade parecia tentadora. A população americana estava envelhecendo rapidamente. As instalações para uma vida assistida eram raras e os hospitais não possuíam mobiliário ergonômico adequado aos cuidados de longa duração.

tumblr_mkcgasjMSo1ruu90ro5_500

tumblr_mkcgasjMSo1ruu90ro5_500 copy

Em cada ambiente, Stumpf e Chadwick observavam os sinais que indicavam as oportunidades: a utilização dos móveis das maneiras mais inesperadas possíveis. Eles observaram que nos ambientes médicos e residenciais os idosos passavam horas assistindo TV. A cadeira, nesse sentido, tornava-se o centro de um universo. Essas observações foram extremamente relevantes e serviram como diretrizes para gerenciamento do projeto. Esses estudos e observações e os grupos de discussões fizeram com que Bill e Don tivessem um foco que jamais tiveram antes.

Após analisar cadeiras famosas como a La-Z-Boy e a Sarah Chair, eles perceberam algumas dificuldades dos públicos-alvo. Os idosos, com as pernas enfraquecidas, não conseguiam, por exemplo, reclinar as cadeiras. Além disso, a La-Z-Boy possuía um estofado macio, que deixava o assento desigual. Com o passar do tempo, o calor e a umidade acumulados no tecido incomodavam e causavam escaras.

velho

Depois de muitos testes e análises, Stumpf e Chadwick apresentaram um protótipo inovador que levava em conta toda a experiência obtida. Eles propuseram um mecanismo de reclinação com base na cadeira Sarah, permitindo que o assento e o encosto da cadeira se movessem juntos. Além disso, trocaram a espuma por uma malha de tecido que moldasse a forma de qualquer pessoa, ergonomicamente, impedindo odores, acúmulo de umidade e aquecimento do corpo. Após alguns testes eles perceberam, instintivamente, que era possível obter o mesmo desempenho com a utilização de menos materiais. E isso iria contribuir, também, com o meio ambiente.

Quando a Aeron Chair foi finalizada, eles perceberam que ela solucionava todos os problemas encontrados nas cadeiras anteriores. Mas, havia uma preocupação com a estética. Será que iriam estranhar o seu design? Ao contrário, o design da cadeira causou encanto, pois a tornava surpreendentemente inovadora e tecnológica frente às demais.

Em 1996 as encomendas já superavam as expectativas da Herman Miller. A cultura pop também contribuiu para o surgimento de um fenômeno. Will, em Will and Grace, passou um episódio inteiro tentando obter uma Aeron. Cerca de 7 milhões de Aerons foram vendidas então, e, a cada 17 segundos, uma nova Aeron sai das linhas de fábrica da Herman Miller.

A cadeira Aeron se tornou um clássico do design porque mudou a história da indústria e antecipou o movimento em direção à desmaterialização e sustentabilidade. Mais que isso, hoje a cadeira incorpora também o importante papel de ergonomia no trabalho.

A Aeron é produzida em 3 tamanhos: A. B e C. Calcule a Aeron Chair ideal para você.


Do virtual para o real: Dropbox valoriza ergonomia e personalização de espaços

Descubra como a Dropbox projetou o escritório de seus funcionários.

 

Geremia_Design_DropBox_06

Ergonomia é fundamental para manter a saúde e aumentar a qualidade de vida. E a flexibilidade dos espaços de trabalho contribui para a personalização de ambientes que atendam às necessidades das equipes, de acordo com as demandas. Foi-se o tempo em que a formatação de um escritório era imutável, intocável, estática.

Um exemplo da importância dessas características e da mudança de pensamento dos líderes do século XXI pode ser constatado no escritório da Dropbox. Lá, a ergonomia e a adaptabilidade dos ambientes foram fundamentais para compor o espaço de 74.000m², em San Francisco.

No projeto, os arquitetos Seth Boor e Bonnie Bridges e a designer Lauren Geremia trabalharam juntos para construir um espaço estratégico. Geremia se encarregou da escolha dos móveis (e a Aeron Chair, claro, estava na lista). Também cuidou da iluminação das cores. “Tivemos que pensar em um design flexível para atender a empresa mesmo quando ela crescer significativamente”, disse Geremia. Ela está certa, pois a projeção de crescimento da Dropbox até 2015 é de 100% – de 200 funcionários, passarão para 400.

 

DropBox1_2510

São 36 estações de trabalho, além das salas de reuniões, jogos, salas de descanso, quartos, sala de jantar, cozinha, lounge e ginásio. Apesar das subdivisões, a proposta foi manter um espaço aberto onde todos os setores pudessem compartilhar as ideias, trabalhando em conjunto – mesmo que para isso seja preciso utilizar um skate e percorrer os 1.600 metros de comprimento da ‘sala’.

Com beleza e simplicidade, Geremia e Boor evitaram materiais típicos de escritório (como forros acústicos e iluminação fluorescente) e usaram cores e texturas bem originais. As paredes que cercam o núcleo são revestidas de nogueira preta, causando um efeito carbonizado. Algumas áreas específicas são revestidas de cobre. Janelas em todos os quatro lados oferecem luz natural, que pode ser complementada com LEDs reguláveis. Feltros acústicos ajudam a manter o ambiente sereno e agradável.

Essa customização totalmente planejada fez surgir um escritório original e inspirador. Um amplo espaço, totalmente adaptável, elegante e simples. Tudo isso simultaneamente.

Veja mais fotos aqui.

Sobre a Dropbox

Você pode utilizar os serviços da empresa para transferir, guardar e compartilhar os mais diversos arquivos. Tudo fica armazenado com segurança na nuvem e a empresa oferece pacotes gratuitos e pagos. Vale a pena conferir. Acesse o site deles ou leia esse artigo para saber mais.

 


A vida no Trabalho

Não importa o tipo de trabalho que você realiza, se você o realiza isoladamente ou em equipe. Importa, na verdade, a forma como esse trabalho é feito. Em qualquer lugar do mundo você certamente vai encontrar pessoas praticando as dez atividades que listamos abaixo.

cq5dam.thumbnail.870.489

 

 

A colaboração, em sua forma mais simples, é o processo coletivo de criação e resolução de problemas em prol de um mesmo objetivo. Podemos colaborar fisicamente ou virtualmente, os processos variam.

Ao longo de um ano, a equipe de Insights da Herman Miller, junto à equipe de pesquisa, observou vários locais de trabalho para analisar de que maneira as pessoas colaboram e como são as interações durante um dia e ao longo de um projeto.

Ao diferenciar as sutilezas de como, quando, onde e por que as pessoas se conectam, independentemente do conteúdo ou do segmento analisado, a equipe da Herman Miller foi capaz de elaborar uma “anatomia de colaboração”. A pesquisa ainda foi complementada por uma exploração dos comportamentos individuais de serviço, para ajudar na compreensão de como o trabalho colaborativo realmente acontece.

Para o pesquisador sênior Shilpi Kumar, a descrição destes comportamentos de trabalho colaborativo irá capacitar designers e tomadores de decisões a compreenderem melhor sobre como as pessoas trabalham. Dessa forma, será possível fazer escolhas mais assertivas com relação aos equipamentos utilizados nos espaços de trabalhos.

1374068762720

1 – Bate-papo

Surge da interação incidental e improvisada com um colega. Oferece a oportunidade de encontrar pessoas para que uma dúvida seja rapidamente solucionada, ou uma opinião seja fornecida. Geralmente o bate-papo começa com um tom mais sociável e, em seguida, produz ideias ou é direcionado a uma única questão.

1374068770033

2 – Conversa

A conversa é uma interação intencional entre dois e três colegas, que tratam de um tema definido. A atividade varia entre formal e privada, de acordo com o assunto abordado e com a familiaridade dos participantes. Os dispositivos digitais também oferecem a opção conversa, através de conferências.

1374068776764

3 – Co-Criação

A geração de novas ideias e conteúdos entre grupos distintos recebe esse nome. Tal atividade pode variar em escala de formalidade e pode ser solucionada em uma breve discussão com anotações de ideias em um quadro branco, ou pode levar vários dias com uma agenda complexa e elaborada. Diversas ferramentas digitais e aplicativos estão disponíveis para ajudar no compartilhamento de ideias, no engajamento entre os participantes e na criação de conteúdo. Esses são os principais comportamentos de quem executa essa atividade.

1374068785197

4- Dividir e Conquistar

Acontece quando equipes com objetivos comuns encontram formas de trabalhar paralelamente sem perder a proximidade e o acompanhamento de todo o processo. A divisão do trabalho permite uma resolução rápida de problemas e deixa o caminho livre para a colaboração espontânea, quando necessário. Dessa forma, todo o conteúdo desenvolvido é compartilhado entre os grupos e o objetivo é alcançado.

1374068793001

5 – Agrupamento

O agrupamento ‘huddle’ acontece quando uma equipe precisa parar para resolver um problema urgente ou receber instruções para um plano de ação. O objetivo é a resolução de problemas e o compartilhamento de responsabilidades com apenas uma breve interrupção no fluxo de trabalho.

1374068799071

6 – Warm Up, Cool Down

Warm Up e Cool Dow acontecem, nessa ordem, no período que antecede e no período imediatamente posterior aos compromissos formais agendados. O “warm up” propõe ajustes de última hora antes da apresentação, ou até mesmo uma conversa produtiva sobre a apresentação com os colegas. O ‘cool down’ existe para discutir o conteúdo abordado durante a reunião e para definir os próximos passos do projeto, garantindo o alinhamento de toda a equipe.

1374068805310

7- Show & Tell

Uma reunião planejada onde a informação é compartilhada com as equipes, clientes e colegas de trabalho de maneira mais ampla. O foco nessas reuniões está sempre no mediador/apresentador ou nas informações apresentadas. Esses encontros acontecem para promover atualizações de status, comentários e ensaio de apresentações e discursos. O nível de interação dos usuários varia ao longo de toda a apresentação.

1374068812665

8- Processar e responder

Esse é o trabalho gerado pelo trabalho. Ocorre como consequência do ciclo de feedback, e-mails, telefonemas, textos e mensagens que o trabalho gera ao longo de todo o processo. Uma pessoa pode optar por tirar um tempo exclusivo para fazer esse trabalho ou ir fazendo-o aos poucos, durante o dia. Geralmente essa atividade não requer atenção extrema ou concentração fixa.

1374068821162

9 – Criar

A criação ocorre quando uma pessoa se envolve com um conteúdo específico, resolve problemas e desenvolve produtos. Essa atividade não se limita ao campo criativo tradicional, mas reflete o momento de concentração nas tarefas individuais, que ajudam a mover todo o trabalho para frente.

1374068827580

Contemplar

É a oportunidade que o indivíduo tem para considerar o que já foi desenvolvido, até então, e verificar qual a melhor maneira de prosseguir com o trabalho – ou até mesmo tirar um tempo para descansar dele. Essa atividade acalma, inspira e recarrega as energias individuais. É o momento certo para desfrutar de um vista natural, ler um livro, folhear uma revista ou desenhar em um bloco. Esse momento também é ideal par digerir as informações complexas com o grau e foco necessários.

 

 

Fonte:  Herman Miller