A ergonomia no trabalho deve ser uma das principais preocupações das empresas, afinal, é uma das condicionantes que afeta a produtividade. O termo ergonomia deriva do grego: ergon, que significa trabalho e nomos, que significa normas. A área se divide em três campos: físico, cognitivo e ambiental e, na visão de especialistas, é um grande erro ignorar os mandamentos da ergonomia no ambiente organizacional.

Nesta entrevista ao Diário de Pernambuco, a fisioterapeuta do SESI Saúde, Márcia Heráclio, indica que muitas causas de afastamento do trabalho estão ligadas a falta de ergonomia no ambiente onde as tarefas acontecem: 

“Assentos ou bancadas inadequadas obrigam o trabalhador a usar posturas impróprias. Se o assento for muito alto pode acarretar em dores nas pernas, nos joelhos e nos pés. Enquanto que se for muito baixo, irá prejudicar o dorso e o pescoço”, alertou a fisioterapeuta 

Sua empresa aplica a ergonomia no trabalho? Ótimo! Estão de acordo com a lei! Mas, se você lidera uma instituição que ainda não se adequou, chegou a hora! Siga a leitura e entenda por que a ergonomia pode afetar a produtividade da equipe.

 

A NR 17 e a ergonomia no trabalho

A Norma Regulamentadora nº 17 foi criada para que a ergonomia no trabalho tenha amparo legal, visto que é crucial à saúde, conforto, segurança e bem-estar dos profissionais. Elaborada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a NR 17 visa reduzir os índices de doenças e acidentes de trabalho. Também procura minimizar os afastamentos e perdas na produtividade naquelas empresas com ambiente organizacional inadequado.

A norma ajuda essas empresas a estabelecer parâmetros que adaptam o ambiente às condições psicofisiológicas dos colaboradores, contribuindo para o melhor desempenho de todos. Para garantir a implementação das normas, as empresas devem realizar a Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Esse levantamento serve para reunir as informações que darão base às mudanças e leva em consideração:

  • As regras de produção;
  • O modo de operação;
  • O tempo exigido;
  • O ritmo de execução;
  • O teor das atividades.

 

Ergonomia e produtividade

cadeira Aeron ergonomia no trabalho

A Aeron é referência quando o assunto é ergonomia, sua tecnologia e o design icônico proporcionam uma melhor experiência e conforto

A ergonomia no trabalho impacta a produtividade, porque garante um ambiente mais confortável. Oferecendo os padrões e condições ideais de ergonomia, as empresas contribuem, ainda, com a saúde dos funcionários fora do ambiente organizacional. 

Para atingir tais parâmetros, é necessário fazer uma série de ajustes. Precisa de uma ajuda? Neste tópico, vamos indicar as ações que sua empresa pode adotar para oferecer o ambiente ideal aos colaboradores. Confira!

Mobiliário

Adquira mobiliário de fornecedores que acompanham as tendências do ambiente corporativo e se preocupam com a ergonomia no trabalho para sua empresa. Essa medida é essencial, principalmente, para quem fica muitas horas em atividades repetitivas. Além de oferecer o conforto ideal, ajuda a evitar lesões por esforço repetitivo (LER).

SAYL Chair ergonomia no trabalho

Com seu encosto flexível a cadeira SAYL Chair dá uma maior liberdade nos movimentos

Carga horária

O gestor deve estabelecer a carga horária ideal para cada atividade e os profissionais devem ser orientados a respeitá-la. O excesso de horas pode comprometer a saúde mental do trabalhador e o seu desempenho.

Iluminação

luminária ergonomia no trabalho

A luminária Tone Personal é perfeita para uma iluminação individual

Esse é outro cuidado bastante importante no escritório: a iluminação tem que favorecer a produtividade. Caso não receba a devida atenção, vai afetar a saúde e o desempenho dos trabalhadores. Uma das melhores soluções é tratar a questão de forma individual, com luminárias que se adequam a necessidade de cada profissional.

 

Posição do trabalhador

Os profissionais devem ser orientados a não permanecer na mesma posição por tempo demais. Mostre a importância de alternar as formas de se aconchegar e incentive as pausas: em média, o ideal é descansar 15 minutos após 50 minutos ininterruptos de trabalho.

Exercícios

É interessante que a empresa promova alguma atividade física no ambiente interno, como yoga, ginástica laboral, ou simples alongamentos. Eles podem ser feitos no início do expediente, ou ainda em um dos intervalos de 15 minutos na rotina.

 

Benefícios da ergonomia no trabalho

A ergonomia no trabalho é benéfica tanto para os profissionais, como para as empresas. Os trabalhadores passam a ter melhor postura no trabalho, ganham qualidade de vida e se sentem mais valorizados. Para as organizações, essas medidas diminuem o absenteísmo, aumentam a produtividade – como vimos ao longo deste artigo – e contribuem para melhores resultados.

Por tudo isso, sua empresa deve começar a se adequar e promover melhorias com urgência no ambiente de trabalho. Agora que você conhece os caminhos e principais métodos, é hora de agir. Faça as devidas análises de ergonomia e ofereça bem-estar aos seus funcionários.