São Paulo 11 3056-1800
Rio de Janeiro 21 3005-9186
Brasília 61 3327-1404

Por que o design escandinavo ganhou o mundo e se tornou tão desejado?

Minimalismo, linhas retas, cores neutras, espaços claros e funcionais. Essas são algumas características do design escandinavo. O estilo de decoração teve início, no século XX, nos países nórdicos da Europa: Suécia, Noruega, Islândia, Dinamarca e Finlândia, como resposta ao frio rigoroso e a escuridão nesta região.

Arquitetos e designers com especialidades distintas contam a história do estilo escandinavo, como os dinamarqueses Hans Wegner e Arne Jacobsen.

O estilo logo conquistou o mundo, inclusive no Brasil. Hoje, a decoração escandinava é muito relevante aqui, despertando interesse de quem valoriza o minimalismo, tanto no design como na arquitetura.

Quer conhecer mais detalhes do design escandinavo? Siga a leitura! Temos mais informações e dicas para você!

 

Por que o design escandinavo é tão popular?

No estilo escandinavo menos é mais, ou seja, poluição visual ou excesso de cores chamativas ficam de fora. A sofisticação está nos detalhes.

As casas escandinavas são pequenas, por isso, os móveis têm dimensões menores e tudo precisa ficar no lugar certo. Além disso, os recursos naturais nos países nórdicos são limitados, fazendo que os profissionais valorizem o que é usado e criem produtos para durar a vida toda.

A seguir, veja por que o design escandinavo consegue atrair o interesse das pessoas e constituir ambientes agradáveis.

 

Cores neutras

No intuito de criar um ambiente clean, o design escandinavo utiliza cores neutras. A frieza do ambiente é reduzida com elementos levemente envelhecidos, misturando o tradicional e o moderno. Em relação aos objetos decorativos, o mais comum é utilizar materiais orgânicos, como madeira, lã e linho.

Design minimalista

O minimalismo também aumenta a popularidade do design escandinavo. Esse conceito proporciona uma arquitetura unitária, em que materiais e elementos dão vida a espaços simples. Para os escandinavos, tudo que integra o cotidiano pode ser belo e deve ser funcional.

acomodação com design escandinavo

Uma típica acomodação com design escandinavo, incluindo produtos da dinamarquesa Fritz Hansen, como a cadeira Ant, luminárias KAISER idell e o sofá Favn.

 

Contraste com objetos coloridos

Se por um lado o design escandinavo abusa dos tons claros, por outro, os objetos se destacam usando cores mais vivas, como azul, rosa e tons terrosos. Peças em madeira natural são amplamente exploradas e os contrastes servem para aumentar a comodidade nos ambientes.

 

A força do minimalismo

Simples e funcional, o estilo escandinavo conquistou enorme prestígio, mostrando-se competitivo e original. A seguir veja alguns profissionais que, ao longo da história, ajudaram a difundir o estilo.

Arne Jacobsen

O dinamarquês Arne Jacobsen tem um trabalho bastante diversificado. Ele atuou na arquitetura, no design de móveis e de produtos. Uma de suas ideias era integrar móveis à arquitetura ao redor.

Kaj Franck

O finlandês Kaj Franck é outro expoente do estilo. Formado em Arquitetura de Interiores, ele ganhou vários prêmios na carreira e ficou conhecido pelo trabalho estético em vidro e cerâmica.

Hans Wegner

Um designer de móveis dinamarquês de renome mundial, o trabalho de Hans Wegner se caracteriza principalmente pela funcionalidade orgânica. Ele projetou mais de 500 cadeiras, 100 delas com produção em massa e algumas se tornaram ícones.

Poul Kjærholm

O contraste entre as esculturas e elementos arquitetônicos é uma das principais marcas no trabalho de Kjærholm. Seu desenho é elegante e com linhas limpas. O aço era a sua matéria-prima, combinado com materiais como madeira, couro e mármore.

Nanna Ditzel

A dinamarquesa Nanna Ditzel é a representante feminina. Ela ganhou notoriedade por inovar nas técnicas depois da Segunda Guerra Mundial. Seu estilo era evidente em elementos geométricos e orgânicos no design de móveis e até de jóias.

Mais sobre as características

poltronas VIA57™ coloridas design escandinavo

As poltronas VIA57™, da Fritz Hansen, unem o conforto americano ao design escandinavo

Simplicidade e minimalismo são marcantes na arquitetura dos espaços, nos móveis e nas cores de um ambiente com design escandinavo. A seguir, veja mais características:

  1. Móveis de madeira clara, madeira de demolição, ou com predominância do branco.
  2. Contraste entre cores suaves e cores marcantes. O contraste também pode existir entre a madeira e itens têxteis, como sofás ou tapetes. 
  3. Paleta de cores principalmente em tons de branco cinza, preto, azul, amarelo e rosa.
  4. Plantas também são importantes. Elas são minimalistas e a maioria não tem flores, como espada de são jorge e cactos.
  5. Visual clean e decoração que traz praticidade. Espaço livre para a luz e para a movimentação.

 

Como escolher móveis e iluminação adequada

Você quer explorar o design escandinavo? Temos algumas dicas! A primeira delas é sobre iluminação. Priorize as paredes claras para realçar a amplitude do ambiente. A presença de luminárias, como a KAISER Idell Floor Tiltable é uma boa escolha, pois tem linha reta e cor preta.

design escandinavo com cores claras e contraste

A icônica série de luminárias KAISER idell é inspirada pelo design original da Bauhaus, escola de design mais conhecida do século XX.

Na sala de estar, lembre-se de repetir a lei das linhas retas e dê preferência a cores suaves, com a branca predominando. Se preferir, pode destacar um móvel, como o sofá, usando uma cor mais chamativa. 

Espelho redondo e tapete com formas geométricas também são característicos do design escandinavo. Os quadros costumam ter ilustrações ou fotos com os mesmos tons dos objetos decorativos. Além disso, podem ficar encostados no chão ou em prateleiras, em vez de pendurados.

Os tapetes podem ser azuis, cinzas e, quase sempre, possuem listras ou estampas geométricas. Aqueles em preto e branco, formando zigue zague também são muito comuns.

O design escandinavo nos mostra que a beleza também existe na simplicidade. Aposte nesse estilo de decoração para criar um ambiente clean, elegante e funcional. E lembre de usar móveis com design original, eles podem deixar o espaço da casa ainda melhor.


Como a ergonomia no trabalho afeta a produtividade?

A ergonomia no trabalho deve ser uma das principais preocupações das empresas, afinal, é uma das condicionantes que afeta a produtividade. O termo ergonomia deriva do grego: ergon, que significa trabalho e nomos, que significa normas. A área se divide em três campos: físico, cognitivo e ambiental e, na visão de especialistas, é um grande erro ignorar os mandamentos da ergonomia no ambiente organizacional.

Nesta entrevista ao Diário de Pernambuco, a fisioterapeuta do SESI Saúde, Márcia Heráclio, indica que muitas causas de afastamento do trabalho estão ligadas a falta de ergonomia no ambiente onde as tarefas acontecem: 

“Assentos ou bancadas inadequadas obrigam o trabalhador a usar posturas impróprias. Se o assento for muito alto pode acarretar em dores nas pernas, nos joelhos e nos pés. Enquanto que se for muito baixo, irá prejudicar o dorso e o pescoço”, alertou a fisioterapeuta 

Sua empresa aplica a ergonomia no trabalho? Ótimo! Estão de acordo com a lei! Mas, se você lidera uma instituição que ainda não se adequou, chegou a hora! Siga a leitura e entenda por que a ergonomia pode afetar a produtividade da equipe.

 

A NR 17 e a ergonomia no trabalho

A Norma Regulamentadora nº 17 foi criada para que a ergonomia no trabalho tenha amparo legal, visto que é crucial à saúde, conforto, segurança e bem-estar dos profissionais. Elaborada pelo Ministério do Trabalho e Emprego (MTE), a NR 17 visa reduzir os índices de doenças e acidentes de trabalho. Também procura minimizar os afastamentos e perdas na produtividade naquelas empresas com ambiente organizacional inadequado.

A norma ajuda essas empresas a estabelecer parâmetros que adaptam o ambiente às condições psicofisiológicas dos colaboradores, contribuindo para o melhor desempenho de todos. Para garantir a implementação das normas, as empresas devem realizar a Análise Ergonômica do Trabalho (AET). Esse levantamento serve para reunir as informações que darão base às mudanças e leva em consideração:

  • As regras de produção;
  • O modo de operação;
  • O tempo exigido;
  • O ritmo de execução;
  • O teor das atividades.

 

Ergonomia e produtividade

cadeira Aeron ergonomia no trabalho

A Aeron é referência quando o assunto é ergonomia, sua tecnologia e o design icônico proporcionam uma melhor experiência e conforto

A ergonomia no trabalho impacta a produtividade, porque garante um ambiente mais confortável. Oferecendo os padrões e condições ideais de ergonomia, as empresas contribuem, ainda, com a saúde dos funcionários fora do ambiente organizacional. 

Para atingir tais parâmetros, é necessário fazer uma série de ajustes. Precisa de uma ajuda? Neste tópico, vamos indicar as ações que sua empresa pode adotar para oferecer o ambiente ideal aos colaboradores. Confira!

Mobiliário

Adquira mobiliário de fornecedores que acompanham as tendências do ambiente corporativo e se preocupam com a ergonomia no trabalho para sua empresa. Essa medida é essencial, principalmente, para quem fica muitas horas em atividades repetitivas. Além de oferecer o conforto ideal, ajuda a evitar lesões por esforço repetitivo (LER).

SAYL Chair ergonomia no trabalho

Com seu encosto flexível a cadeira SAYL Chair dá uma maior liberdade nos movimentos

Carga horária

O gestor deve estabelecer a carga horária ideal para cada atividade e os profissionais devem ser orientados a respeitá-la. O excesso de horas pode comprometer a saúde mental do trabalhador e o seu desempenho.

Iluminação

luminária ergonomia no trabalho

A luminária Tone Personal é perfeita para uma iluminação individual

Esse é outro cuidado bastante importante no escritório: a iluminação tem que favorecer a produtividade. Caso não receba a devida atenção, vai afetar a saúde e o desempenho dos trabalhadores. Uma das melhores soluções é tratar a questão de forma individual, com luminárias que se adequam a necessidade de cada profissional.

 

Posição do trabalhador

Os profissionais devem ser orientados a não permanecer na mesma posição por tempo demais. Mostre a importância de alternar as formas de se aconchegar e incentive as pausas: em média, o ideal é descansar 15 minutos após 50 minutos ininterruptos de trabalho.

Exercícios

É interessante que a empresa promova alguma atividade física no ambiente interno, como yoga, ginástica laboral, ou simples alongamentos. Eles podem ser feitos no início do expediente, ou ainda em um dos intervalos de 15 minutos na rotina.

 

Benefícios da ergonomia no trabalho

A ergonomia no trabalho é benéfica tanto para os profissionais, como para as empresas. Os trabalhadores passam a ter melhor postura no trabalho, ganham qualidade de vida e se sentem mais valorizados. Para as organizações, essas medidas diminuem o absenteísmo, aumentam a produtividade – como vimos ao longo deste artigo – e contribuem para melhores resultados.

Por tudo isso, sua empresa deve começar a se adequar e promover melhorias com urgência no ambiente de trabalho. Agora que você conhece os caminhos e principais métodos, é hora de agir. Faça as devidas análises de ergonomia e ofereça bem-estar aos seus funcionários.


Conheça o phone booth Framery

Conheça Framery, a solução acústica que oferece maior privacidade em escritórios abertos e aumenta a produtividade.

A cabine à prova de som pode ser personalizada e é ideal para momentos de concentração como video conferências individuais ou uma rápida reunião entre colegas de trabalho.

 

As diversas cores, configurações e tamanhos disponíveis do Framery, se adequam à proposta e identidade da empresa.

Sofás, banquetas, mesas e tomadas podem ser adicionados à estrutura do phone booth, tudo para deixar o mais confortável e adequado possível, aumentando a concentração dos colaboradores.

  •  

Entre em contato conosco e saiba mais sobre a solução acústica Framery, comercializada pela Herman Miller.

São Paulo
Telefones: 11 3056-1800 ou 11 3056-1434
Av. Brig. Faria Lima, 1800 – 10º andar – Jardim Paulistano CEP 01451-001

Rio de Janeiro
Telefones: 21 2267-9795
Rua Rita Ludolf, 58 – conjunto 101 – Leblon CEP 22440-060

Distrito Federal
Telefone: 61 3327 1404
SHNQ01 Bloco A entrada A – Ed Le Quartier sala 1315 – Asa Norte CEP 70297-400


Conheça Praga, uma das cidades mais bonitas do mundo

O filósofo tcheco-brasileiro, Vilém Flusser, descreve Praga, sua cidade natal como “A cidade imperial com seu castelo gótico e seu subúrbio barroco no lado pequeno da Moldávia, e seus telhados góticos e seus subúrbios industrializados no lado grande, tem personalidade marcada como poucas cidades”. A cidade é merecidamente considerada um berço da civilização.

Praga é praticamente um clima existencial, uma cidade de beleza ostensiva, que abriga tanto católicos, quanto judeus, alemães, ortodoxos, burgueses, marxistas ou proletários. Foi uma cidade onde durante muito tempo se falou alemão e tcheco, e que transitou sem maiores obstáculos entre Ocidente e Oriente no intervalo entre as duas grandes guerras mundiais. Talvez por ser esse espaço de trânsito e de histórias intensas, seja fonte tão rica de história, cultura e civilização. Alguns dos pontos importantes para conhecer quando for a essa cidade tão singular são:

Staré Mešto ou Praga 1, o bairro velho da cidade, que chamamos de centro histórico. A praça da cidade velha, a prefeitura da cidade velha e o relógio astronômico e a igreja em estilo barroco-rococó de São Nicolau são momentos emblemáticos dessa parte da cidade.

– O bairro judeu. Seguindo pela rua Maiselova, que está logo atrás da igreja de São Nicolau, entra-se no bairro judeu. Adiante, estão a Maiselova Sinagoga, a Velha-Nova Sinagoga, a Prefeitura Judaica de Praga e a Alta Sinagoga. Na rua Široká, está a Sinagoga de Pinkas, um espaço dedicado à memória das vítimas do Holocausto nazista e, ao lado, o Cemitério Velho Judaico. Ainda na mesma rua, está localizada a Sinagoga Espanhola, onde está o Museu Judaico e o monumento ao escritor praguense Franz Kafka.

– A Ponte Carlos. As pontes de Praga são bastante famosas, mas a mais famosa é a Ponte Carlos (Karlův Most), com 30 esculturas religiosas. Ela liga a cidade velha ao bairro de Malà Strana.

– Bairro de Malà Strana e o Castelo de Praga. Abaixo da Ponte Carlos está a chamada Ilha de Kampa, um longo trecho entre o Rio Moldávia e um riozinho menor chamado Čertovka, que divide um trecho da cidade, transformando-o em “ilha”. Ali, as ruas são planas e se pode caminhar com tranquilidade, por suas ruas cheias de cores e cheiros de condimentos e ervas. Ali também está o Parque Kampa, onde fica o museu Kampa e as conhecidas dez esculturas dos bebês gigantes, feitas por David Cerny.

O Castelo de Praga é a atração turística mais procurada na cidade. Depois de subir uma pequena ladeira, é possível se deliciar com a vista dessa cidade encantadora. Do bar/restaurante do palácio Lobkovizc, é possível tomar um café com uma vista incrível.

– Bairro de Nové Mešto (Praga 2), ou Bairro Novo, que está ao lado do Bairro Antigo. No Teatro Nacional, construído no século XVIII, Mozart apresentou pela primeira vez, em 1787, a famosa ópera Don Giovanni.

– A Praça Venceslau (Václavcské náměstí). O Museu Nacional de Praga está em frente à outra praça principal da cidade, a Praça Venceslau (Václavcské náměstí), homenagem à Venceslau I, duque e santo padroeiro da Boêmia. Essa praça tem uma forma curiosa, meio ovalada e comprida, com 750 m de largura e com uma área total de 45.000 m2. É local para manifestações públicas e foi também onde a Tchecoslováquia, em 1918, declarou-se independente do império Austro-Húngaro. Foi também aqui que Jan Palach, um estudante de filosofia, ateou fogo ao próprio corpo em sinal de protesto contra a opressão imposta pela URSS, dando início à Primavera de Praga.

– Halla 22 Market. Às margens do Rio Moldava em Holešovice, está o mercadão não turístico com 85 estantes de frutas, queijos, pães, frios. Aos sábados, ele recebe fazendeiros locais com produtos como sucos, mel e peixes e, na primavera, fica todo florido. Pra quem gosta de comprar coisinhas locais pra comer pela cidade ou no momento de descanso.

 


Conheça o novo layout do Showroom SP para 2020

Conheça as novidades no showroom Atec. Estamos com novidades em nosso showroom, e convidamos você a vir conhecê-las. Produtos de design original com venda exclusiva no Brasil, como a poltrona Fred e a poltrona Fri, de Jaime Hayon para a Fritz Hansen, fazem parte deste novo projeto. A linha Magis Me Too também está presente, com a mesa Lino e as cadeiras Alma, para os pequenos. Além destes, você encontra as cadeiras Herman Miller, carpetes Shaw Contract e os móveis modulares USM, comercializados com exclusividade Atec no Brasil.

 

Veja todos os ambientes, faça uma visita.

 

São Paulo Telefones: 11 3056-1800 ou 11 3056-1434 Av. Brig. Faria Lima, 1800 – 10º andar – Jardim Paulistano CEP 01451-001