Já imaginou que a sua empresa pode ter  espaços para videoconferências e trabalhos que exigem foco, sem um grande investimento na infraestrutura do escritório? Acredite: isso já é possível! As cabines acústicas começaram a ser usadas nos ambientes corporativos de planta aberta, porque o nível de distração nestes espaços, em função dos ruídos, geralmente é muito alto. Privacidade e tranquilidade são fundamentais na realização de diversas tarefas, por isso, as cabines começaram a se popularizar.

Os escritórios open plan – planta aberta – trazem inúmeras vantagens, como aumentar a colaboração entre as equipes, dar flexibilidade espacial ao escritório e permitir que mais pessoas atuem no mesmo local, porém, em muitos deles, o condicionamento acústico é ruim, trazendo desconforto e aumentando o estresse das pessoas no dia a dia.

As cabines acústicas resolvem o problema, proporcionando um bom isolamento e um confinamento acústico excelente para o trabalho. Esse tipo de solução tem tratamento térmico e acústico para aumentar a privacidade, sem tirar o contato visual. 

ambiente de trabalho com cabines acústicas da BuzziHive

Cabines e estações acústicas são tendência em open spaces. Na imagem, estações acústicas BuzziRive

Tudo que alguém precisa fazer para trabalhar é plug and play, ou seja, é ligar e usar. Você terá privacidade sonora, aumento da concentração e a produtividade em alta.

Quer entender mais sobre cabines acústicas e avaliar esse investimento no seu escritório? Siga a leitura!

 

Situações em que cabines acústicas substituem as salas de reunião

As cabines acústicas servem para reuniões e videoconferências, porém, elas não são como as salas de reunião que usamos. Na verdade, são projetadas para substituir esses modelos. Veja algumas situações:

  • Empresas que buscam soluções de isolamento sem poluir a decoração. As cabines acústicas cumprem a função e dão um toque no design do escritório;
  • Onde há muita interação e faltam locais para a realização de tarefas que exigem maior concentração;
  • Empresas que precisam fazer mais com menos. Salas de reuniões costumam ser maiores, aumentando os espaços ociosos, em especial quando somente uma pessoa reservou o local;
  • Escritórios que necessitam de áreas isoladas para uso individual, ou no máximo com quatro pessoas e ocupação rotativa.

 

Os motivos da substituição

Nos escritórios, muitos aspectos são importantes, entre eles, conforto, iluminação e silêncio. Sem barreiras para controlar o barulho, as pessoas discutem os resultados do futebol, debatem política e contam crises de relacionamento. O problema é que, com o passar dos anos, ficou claro que as pessoas compartilham mais informações do que o necessário nos escritórios open plan.

Segundo um estudo divulgado no American Journal of Industrial Medicine trabalhar o tempo todo em um local barulhento, cheio de conversas paralelas, é prejudicial não apenas a atenção e ao foco, como está associado a problemas de pressão e colesterol. Melhorar as condições de trabalho, o bem-estar e a saúde dos trabalhadores são bons motivos para implementar as cabines acústicas

cabines acústicas Framery na cor vermelha

A cabine acústica Framery adota o sistema plug and play, podendo ser facilmente movimentada, além de ter diversas opções de configurações

Outro fator é o conforto acústico. Como as divisórias não alcançam o teto, é preciso observar a reverberação. Se não for controlada, ela pode gerar um grande raio de distração e propiciar erros. A questão é que a produtividade cai, pois os trabalhadores perdem sagrados minutos recuperando a concentração.

 

As novidades que vêm por aí

Os escritórios de trabalho estão mudando. Entre as tendências, os ambientes de trabalho sem paredes ou divisórias. Ponto para quem imaginou os espaços coworking.

A adesão a esse modelo deve gerar ideias criativas para chamar a atenção daqueles que usam as cabines acústicas. As soluções, além de funcionais, podem melhorar o design do escritório. Alguns modelos permitem até customizações no interior, como mudanças na configuração dos assentos, nas superfícies e na iluminação.

E sabe onde devem ocorrer as próximas reuniões de brainstorming? Em cabines personalizáveis, de diversas cores, configurações e tamanhos, capazes de mostrar o DNA de cada empresa.

cabines acústicas rosa

A cabine BuzziHood é ideal para ligações rápidas

E lembre-se: é importante usar o bom senso, pois, no Brasil, os critérios utilizados estão na norma ABNT NBR 10152, que regula a acústica nos ambientes internos e edificações. De acordo com este documento, os níveis aceitáveis são:

  • 35 a 40 decibéis nas salas de reunião;
  • 40 a 45 decibéis nas salas de gerência, diretoria e videoconferência;
  • 45 a 50 decibéis nos escritórios coletivos, recepções e salas de espera.

 

Gostou da leitura? Agora você sabe como é importante melhorar o escritório beneficiando certas atividades. Além das cabines acústicas, conheça outras soluções da Atec e encontre seu espaço ideal para o trabalho.