Escolhemos o Dia Internacional da Mulher, celebrado em 8 de março, para relembrar 10 mulheres que, por meio de suas obras, fizeram história na arquitetura mundial. Confira:

Ray Eames

Ray-Eames

Ray Eames criava soluções, em parceria com seu marido, Charles Eames. O trabalho dessa dupla encorajava experimentos entre os membros de sua equipe. Usavam desde o compensado moldado à fibra de vidro moldada. Entre seus projetos para a Herman Miller estão a Eames Lounge, a Eames Molded Plastic a Eames Aluminum  e muitos outros móveis que são considerados como ícones do design e cobiçados até os dias atuais.

Lina Bo Bardi

Lina-Bo-Bardi
Nascida na Itália, em 1914, Lina Bo Bardi veio para o Brasil em 1946, naturalizando-se cinco anos depois. A partir daí, foi a responsável por verdadeiras obras de arte, como o Assis Chateaubriand Museu de Arte de São Paulo (MASP) – que mais tarde se tornou um dos mais importantes museus da América Latina – ; o Studio d’Arte Palma; a Casa de Vidro (sua residência privada, que se tornou peça central do modernismo no Brasil) e o Museu de Arte Moderna da Bahia.

Zaha Hadid

Zaha-Hadid
Primeira mulher a ganhar um Prêmio Pritzker de Arquitetura pelo conjunto de suas obras, a iraquiana Zaha Hadid assinou importantes trabalhos em sua carreira. Destaques para o Vitra Fire Station (1993 – Alemanha ); Centro Rosenthal de Arte Contemporânea (1998 – EUA); o Terminal Hoenheim-North & Estacionamento (2001 – França) e Bergisel Ski Jump (2002 – Áustria).

Kazuyo Sejima

Kazuyo-Sejima
Tendo em sua lista de projetos o New Museum of Contemporary Art, em Nova York (EUA), e o Serpentine Pavilion, em Londres (Inglaterra), Kazuyo Sejima é uma expoente da arquitetura contemporânea. Juntamente com seu parceiro, Ryue Nishizawa, ganhou o Pritzker 2010.

Marion Mahony Griffin

Marion-Mahony-Griffin
Marion Mahony Griffin foi uma das primeiras arquitetas licenciadas do mundo, além de ser a primeira a trabalhar para Frank Lloyd Wright. Nascida em 1871, nos Estados Unidos, casou-se em 1911 com Walter Burley Griffin, que também trabalhou com Wright. Mahony encerrou sua carreira de arquiteta após a morte de seu marido, em 1939.

Jeanne Gang

Jeanne-Gang
Diretora e fundadora da Gang Architects Studio, em Chicago (EUA), Gang explora em seus projetos o território criativo de novos materiais, tecnologia e sustentabilidade. Tem em sua lista de trabalhos o Aqua Tower, em Chicago, com 82 andares.

Lilly Reich

Lilly-Reich
Lilly Reich nasceu em Berlim, na Alemanha, no ano de 1885. Vinte e seis anos depois, após um período em Viena, trabalhou como designer de moda e de mobiliário, tornando-se a primeira diretora em 1920. Seu talento como designer a levou a Frankfurt, onde conheceu Mies Van der Rohe. Os dois foram apontados em 1928 como diretores artísticos do pavilhão alemão para a Exposição Mundial de Barcelona, o que resultou no icônico pavilhão de Mies, considerado como uma das obras mais emblemáticas e definidoras do modernismo.

Charlotte Perriand

Charlotte-Perriand
Charlotte Perriand trabalhou no escritório de Le Corbusier, no final da década de 1920. Perriand projetou três cadeiras icônicas, a B301, B306 e a LC2 Grand Comfort, agregando um pouco de caráter humano à obra racional do arquiteto. À medida em que suas opiniões foram se tornando politicamente de esquerda, seus trabalhos ficaram mais acessíveis economicamente, já que utilizavam madeira ao invés de superfícies cromadas.

Denise Scott Brown

Denise-Scott-Brown
Com enorme influência sobre o desenvolvimento do projeto arquitetônico durante o século XX, Denise Scott Brown nasceu em 1931, em Northern Rhodesia. Estudou na África do Sul e em Londres. Suas críticas são creditadas com a mudança na forma como muitos arquitetos e urbanistas olhavam para o modernismo e o desenho urbano em meados deste século.

Anne Tyng

Anne-Tyng
Anne Tyng nasceu na década de 1920, na China. Em 1942, conseguiu um feito histórico: tornou-se a primeira mulher a ser admitida na Escola de Design de Harvard, onde teve aulas com Walter Gropius.

 

Gostou das lembranças? Esperamos que este texto traga inspiração para todos, da mesma forma que o talento dessas arquitetas as inspirou a projetar verdadeiras obras de arte ao redor do mundo.

 

Fonte: Arquiteta Page